Quanto custa a decisão que você não toma?

‘Por que, quando estou prestes a tomar uma decisão importante em minha vida, sempre acontece algo que me impede?’ Se isso já aconteceu com você, então você está interessado em ler este artigo.

 

O que nos permite romper com algo que nos machuca, que nos paralisa, que nos estagna? Este artigo é sobre decisões, porque são precisamente as decisões que condicionam toda a nossa vida.

 

Muitas pessoas não se atrevem, ficam no meio do caminho, não avançam, não tomam a decisão que mudará suas vidas. Passam muitos anos adiando uma decisão importante. A suas mentes astutas conseguiram engana-las em todas as tentativas de mudar. Sempre acontece algo ao redor delas que as paralisa. Sempre acham desculpas.

 

Quando de repente você ouvi o sussurro do seu interior dizendo que você pode, que tudo está em suas mãos, algo acontece ao seu redor. Alguém fica doente na família ou algum problema econômico importante ou uma discussão familiar que te faz voltar e pensar que não, que não é o seu momento. Essa é a busca por sobrevivência e segurança que nosso cérebro tanto precisa.

 

Você sabe que nosso cérebro não gosta de mudanças e nem liga se somos felizes, apenas quer que sobrevivamos. É por isso que nosso cérebro gosta tanto da famosa zona de conforto.

 

O verdadeiro problema da indecisão

 

O problema com a vida da maioria das pessoas é não conseguir decidir. E parece que o mundo está contra nós quando queremos tomar uma decisão importante.

 

Devemos ver a decisão de maneira diferente: se, apesar de todas as dificuldades que minha vida está colocando sob a forma de desculpas, aposto nessa decisão que pode ser um ponto de grande mudança na minha vida, então estou realmente apostando na realização dos meus sonhos.

 

É a grande decisão que você toma, aquela assustadora, que mudará sua vida!

 

Falamos novamente de autoengano, de sempre adiar a decisão-chave, dizendo algo como: vou fazer isso mais tarde, amanhã, mês que vem, ano que vem etc..

 

Não decidir é o que leva à insegurança, estagnação, trabalho insatisfatório, baixa auto-estima.

 

Indecisão: desculpas que colocamos para não sair da nossa zona de conforto!

 

Se você não faz algo que pode fazer hoje, acaba nunca fazendo. Adia a decisão de encontrar seu caminho e quando decidi fazê-lo, percebe que era simplesmente medo que te impedia.

 

Certamente já aconteceu com você: de repente, você tem um momento lúcido no qual vê claramente que esse é o caminho que precisa seguir agora, então algo em você diz: "isto é para mim", provavelmente a voz do seu eu interior, da sua intuição.

 

Mas se você deixar algum tempo passar, o medo, a necessidade de segurança e os velhos padrões retomarão sua identidade novamente. Você volta à rotina e encontra algumas ou milhares de desculpas pra não tomar a decisão.

 

É por isso que muitas pessoas dizem que querem mudar e iniciar um processo de coaching, mas depois de um tempo, deixam pra depois.

 

O que diferencia uma pessoa bem-sucedida de uma fracassada não é seu talento, experiência ou passado, mas seu crescimento pessoal!

 

Quando a indecisão assume sua identidade

 

Indecisão, esse pode acabar sendo o padrão de toda a sua vida. Pode gerar em você uma maneira de ser, uma identidade: "Sou uma pessoa insegura"; "tenho problemas para tomar decisões"; "tenho medo de cometer um erro". E é precisamente a indecisão que te mantem no lugar onde você está.

 

Você já disse a si mesmo: “quero mudar”?  Então você começou a ler livros de desenvolvimento pessoal , visitando blogs e sites, após conferências e palestras no YouTube, e até se inscreveu em um workshop ou treinamento ou curso de Reiki, por exemplo?

 

Se você respondeu “sim”, o fato é que você sentiu essa necessidade, esse desejo de mudar, de crescer, de ser outra pessoa na vida. Seja em qualquer nível: pessoal, profissional, espiritual.

 

Mas sua vida não mudou muito desde então. Sua mudança foi muito lenta e às vezes você percebe que esse desenvolvimento pessoal não vai a lugar algum.

 

Muitas pessoas também estão nessa situação, porque a indecisão não permite dar o passo final, porque ainda há muitos medos, muita necessidade de segurança, muitos preconceitos e complexos.

 

Acima de tudo, você tem que investir tempo e dinheiro em você. Invista em você! Essa é a verdadeira barreira entre seus sonhos e sua realidade. Esse é o medo. “Quem sou eu para aspirar a ser ótimo?”; “Quem sou eu para merecer uma vida melhor?”. Você deve superar esses medos ou continuará pagando caro pela sua indecisão.

cta-logo

CONTROLE A ANSIEDADE E A DEPRESSÃO,

SEM MEDICAMENTOS!

Pesquisa

Search