5 coisas que você deve saber se quiser mudar sua vida

Você está querendo mudar de profissão há algum tempo ou tomar uma importante decisão na vida, mas nunca se atreve a seguir em frente? Este artigo pode ajudar a tirar suas dúvidas.

 

1. Praticamente nenhuma mudança importante em sua vida acontece da noite para o dia.

É isso mesmo! As mudanças profundas são gradualmente fragmentadas, sem que você esteja ciente delas a princípio. Às vezes, elas se desenvolvem por anos, você começa a perceber que algo não está certo, começa a se sentir mal com a sua situação, lê vários livros de auto-ajuda, assina blogs de desenvolvimento e motivação pessoal, pode até se inscrever para um curso, oficina ou processo de treinamento. E você continua se perguntando: por que não mudo, por que não ouso mais?

 

Pensamentos como “o que faço da minha vida?” ou “o que farei quando tiver que tomar uma decisão importante?” podem te assombrar, te fazer se sentir perdido, inseguro e insatisfeito? Não encontrou algo para se dedicar nos próximos anos da sua vida? Tem medo de ter que escolher um emprego qualquer e a mera ideia de mergulhar em uma rotina sem sentido é paralisante?

 

Tenha paciência. Não procure inspiração ou espere que a decisão venha imediatamente, mesmo depois de iniciar um processo de transformação consciente. Mude sua vida, deixe um emprego que lhe dê estabilidade e dinheiro no final do mês, caso ele esteja te consumindo, vá para outra cidade para tentar sua fortuna, etc. Mas, atenção, isso não é algo que você pode fazer do dia para noite. Sua mente e seu corpo precisam de muito tempo para criar esses novos circuitos neurais que permitirão que você saia da sua zona de conforto.

 

2. É normal ter medo quando você decide mudar sua vida. O corajoso não é quem não tem medo, mas quem ousa, apesar de tê-lo.

Se você acha que, no momento em que decide tomar a decisão de mudar, deve ter 100% de certeza, receio que esteja errado. Algo tão grande quanto uma mudança profunda na vida significa jogar-se um pouco no vácuo. Ninguém pode garantir que isso funcionará para você, mesmo depois de treiná-lo através de leituras e cursos. Acreditar que será o momento perfeito para que a mudança seja possível é bastante utópico. O medo sempre tentará redirecioná-lo para sua zona de conforto e lhe dirá que você ainda não está totalmente preparado. Mas é assim que nosso cérebro funciona: é mais fácil percorrer rotas pré-estabelecidas do que criar novas.

 

É provável que você sinta medo ao decidir dar o salto. Se você o aceitar como algo natural em seu caminho, se aprender a ver o medo como um aliado, você se sentirá melhor. Fale com seu medo, pergunte a ele o que ele quer de você: segurança econômica? Um plano de ação concreto para aproveitar ao máximo seu tempo? Calcule quanto tempo você pode gastar sem inserir dinheiro na sua conta bancária. Faça cálculos e planeje os próximos 12 meses de sua vida.

 

3. Aceite a incerteza como parte da mudança. Ninguém pode garantir resultados.

Vivemos em um mundo em mudança. Se você decidir mudar de profissão, o medo pode impedi-lo de dar o salto, mas quando você o der, terá que se acostumar a viver com a incerteza, com as dúvidas de se estar no caminho certo, se não estiver errado é claro. Especialmente quando você vê que os resultados levam tempo para chegar.

 

Até que você aceite a incerteza como parte de sua vida, não será capaz de se livrar de suas dores. Uma mudança é um processo e, como tal, implica incerteza, porque ninguém pode garantir que você saia dessa nova situação.

 

Aceite a incerteza como uma filosofia de vida. Os budistas dizem que se você aceita que a vida é mudança e nada é garantido, você pode viver mais relaxado. O controle que muitas vezes tentamos ter sobre as coisas é nosso medo de mudar. Mudar é passar de um estado para outro, é movimento, e enquanto houver movimento, você não poderá controlar tudo à sua vontade.

 

4. Todo fracasso é uma grande oportunidade de crescimento. Transforme-o em seu impulsionador.

O fracasso nos coloca à prova, mostra que devemos ser capazes de nos adaptar às mudanças e saber como redirecionar nossos passos. Muitas vezes, o medo que sentimos antes de mudar a vida se deve ao medo de fracassar. No entanto, quanto mais você falhar, mais lições você terá aprendido ao longo do caminho. As vezes para estar certo, precisamos estar errados. O fracasso faz parte do processo de sucesso. Quem evita o fracasso, evita o sucesso.

 

Lembre-se de que, se você falhar, terá uma grande oportunidade de aprender com seus erros. É muito mais enriquecedor cometer erros e tirar suas próprias conclusões do que seguir o que dizem os gurus da sua área de especialização, simplesmente replicando as histórias de sucesso. É claro que eles ajudam, mas é uma experiência vital aprender com seus próprios erros. De fato, os próprios gurus usam suas primeiras falhas como exemplos e o que aprenderam com elas.

 

5. A mudança de vida nem sempre significa felicidade, realização e motivação constante. Não tenha medo de pedir ajuda ou mesmo reconsiderar sua decisão.

É claro que você pode estar errado. Ou você pode descobrir que a nova vida ou profissão exige muito mais de você do que antes. Você pode sentir vontade de jogar a toalha. É totalmente normal. Uma nova vida envolve mais esforço do que o habitual, especialmente no começo. E se você também decidir ser seu próprio chefe, terá que fazer o seu melhor para crescer e obter resultados. E você nem sempre conseguirá ou pelo menos não a princípio.

 

Permita-se algum tempo para reflexão, mas tente ser realista. Se você perceber que a desmotivação persiste, peça ajuda, um treinador ou um especialista em seu setor pode ser a pessoa que você precisa para guiá-lo, tanto pessoal quanto profissionalmente. Se você está preso de vez em quando, é totalmente normal, você não é uma máquina. Mas se você estiver prestes a jogar a toalha, não desista de início e procure alguém para apoiá-lo e aconselhá-lo. Você pode até ter que reconsiderar sua decisão, e isso não é um fracasso: você terá aprendido algo novo e crescido como pessoa. E este é um prêmio que você toma como base para avançar.

 

Se você gostou deste artigo, curta-nos nas redes sociais!

cta-logo

CONTROLE A ANSIEDADE E A DEPRESSÃO,

SEM MEDICAMENTOS!

Pesquisa

Search